domingo, 24 de outubro de 2010

Sétima mensagem especial


Partiste mas no meu coração continua tua imagem gravada a fogo desde o primeiro momento que te olhei. Era mais um dia que passava, igual a tantos outros mas seria igual desde que te vi. Imersa no meu mundo, isolada de poderosos sentimentos, teu olhar com o meu chocou e o gelo que envolvia o meu coração derreteu perante lágrimas que afloraram meus olhos ao sentir o fogo ardente de um amor que renascia.
Relembro como te aproximaste, sem palavras em que o teu calor, o teu toque, todo o teu sentimento demonstraste ficaram gravados como um tesouro dentro de mim. Como o destino te colocou no meu caminho, do mesmo modo minha vida abandonaste, mas não o meu coração. Nunca te disse o que sentia e deixei o tempo passar, mas agora afastada de ti estou preparada para tudo confessar.
Quero ao mundo gritar que anseio me entregar de corpo e alma a este amor que me consome numa chama ardente. Não são palavras vazias, mas o sentimento verdadeiro que grita mais alto, querendo se revelar e com o passar dos dias mistura-se com a angustia e a saudade.
Procurei-te dias sem conta, ao pé do mar onde te vi pela primeira e única vez, onde minha vida se alterou. Todos os dias te esperei desesperada por sentir o calor do teu abraço, o mel dos teus lábios, o desejo no teu olhar, teu corpo ardente exprimindo tudo o que as palavras não expressam.
Perdi a conta a todos os momentos que reli a tua morada, letra por letra e senti aquele desejo de escrever, misturado com o medo de ser apenas uma ilusão. Mas agora não aguento mais...olha para o céu e verás as minhas preces enviadas ás estrelas, um amor que cresceu dentro de mim, me faz viver desejando-te mais que a própria vida. Não és um capricho, não és um sonho ou ilusão, és a chama ardente que me consome com todo o seu fulgor.
Tuas recordações tomaram a minha alma, enraizaram-se na minha essência e agora apenas vivo na esperança de te amar. Poder mostrar-te o que sinto...mais que uma paixão é este amor que te ofereço, um amor que demorei a confessar. Um amor renovado segundo após segundo acendido por ti.
Não sei se consiguirei teu coração atingir mas apenas te desejo amar da forma mais pura, oferecendo-te todo o meu ser, tudo o que sou e o que de mais valioso possuo...a minha alma.
Nunca consiguirei dizer estas palavras, perante a beleza do teu olhar onde todas as palavras perdem um pouco a sua beleza e onde tudo parece perder o sentido. Mas agora olho para o mar, onde tudo começou e reconheço que de nada vale este orgulho que me dominava, que o medo de amar é uma ilusão. Amo-te muito é o que te quero dizer. Amo-te mais do que a mim mesma, sinto-te dentro de mim e sem ti nada faz sentido.
És o ar que respiro, o sol que me ilumina, as estrelas que me embalam o sono, és o principe que procurei em sonhos. Sempre te procurei e agora que te encontrei apenas te quero amar desejando que neste amor sublime, que arde dentro de mim, possas acreditar.
Vania

Sem comentários:

Enviar um comentário