sábado, 23 de outubro de 2010

Primeira mensagem muito especial







Quando leres esta carta estarei longe mas meu coração permanece contigo, anseio por te reencontrar e sentir que não foi apenas mais um momento que passei nos teus braços. A distância não oculta este sentimento que me consome e se tu o desejares teu coração revelará meu abrigo para que possas consolidar as palavras que pronunciaste num momento e que eternamente ficará gravado na minha alma.
Sinto o coração bater fortemente enquanto te relembro adormecido, sorrindo com toda a tua magnificência e recordo esse sorriso timido que surgiu no calor dos teus lábios e teus olhos brilhando como duas estrelas me trespassaram com toda a sua pureza.No meu corpo gravada ficou a melodia bela que do teu ser transbordou, tuas mãos percorreram meus cabelos, que em teus dedos se transformaram em fios de ouro, tomados por tal sentimento que de tão grandioso ainda resplandece em mim.
Meu corpo ainda arde de paixão pelo calor morno dos teus lábios pousados sob os meus saboreando-os como se fossem o néctar da vida. A doce visão de dois corpos nus banhados pela benção dos deuses rendidos á cálida paixão, nunca me abandonará. É um fogo ardente que ainda me percorre e fecho os olhos perante um amor sublime que me elevou ao paraíso. Me seguraste junto ao teu corpo me oferecendo a tua luz e sinto-me renascer das cinzas. Teus olhos tudo revelaram e palavras não existiram nesse momento em que teu coração reflectia todo o sentimento.
Me dominaste com tua força e no calor do momento só nosso, em que nada mais existe nossos corpos se fundiram num misto de prazer, sofrimento, paixão, emoção, dor.
Relembro teus olhos raiados por um sentimento mais brilhante que as estrelas, procurando minha alma. Foi nesse olhar que me entreguei e agora posso dizer que te amo como nunca amei ninguém.
Estas palavras não são necessárias porque unidos estamos por um amor e é através deste desejo que irrompe dentro de mim que te ofereço meu ser, minha alma, meu coração. Amo-te, sem ti não sei viver. Sinto meus olhos fechar e uma lágrima desliza recordando o momento de tão grande amor.
Mas para mim não foi um momento foi algo mais intenso...ainda sinto o teu toque, teu perfume, tua mão me acariciando e escrevo estas palavras para apenas te confessar o que antes decidi não te revelar...amo-te e sempre te irei amar.
Vania

Sem comentários:

Enviar um comentário